Imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados."

(Millôr Fernandes, que faria 91 anos em 16/8/2014)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Dilma não deve demitir Lupi nesta noite

Quinta, 1 de dezembro de 2011
Presidenta ainda não recebeu formalmente recomendação da Comissão de Ética; Planalto espera que Lupi peça demissão nesta quinta
Severino Motta, iG Brasília
A presidenta Dilma Rousseff não deve demitir o ministro do Trabalho Carlos Lupi nesta noite. Ela ainda não recebeu o ofício da Comissão de Ética Pública da Presidência que recomenda a exoneração do chefe da pasta, o que só deve ocorrer nesta quinta-feira. Até lá, a expectativa no Palácio do Planalto é que o próprio Lupi tome a iniciativa de sair do governo.

Lupi é o único ministro que por duas vezes teve sua demissão recomendada pela Comissão de Ética Pública da Presidência. Na primeira ocasião, em 2007, a Comissão entendeu ser incompatível que ele fosse ao mesmo tempo chefe da pasta do Trabalho e presidente do PDT. Para permanecer no cargo, ele se licenciou do comando do partido.

Nesta quarta-feira, Lupi recebeu novo golpe da Comissão, que não aceitou as explicações dadas para justificar diversas irregularidades em convênios da pasta com Organizações Não-Governamentais e o uso de um avião providenciado pelo diretor da ONG Pró-Cerrado, Adair Meira.

Em outubro, o iG revelou a existência de um esquema de desvios no ministério baseado em contratos com Organizações Não-Governamentais (ONGs) ligadas ao PDT, semelhante ao que derrubou o ministro do Esporte, Orlando Silva. Há duas semanas, a revista Veja publicou que Lupi viajou em avião cedido por uma ONG. O ministro nega, no entanto, que tenha cometido qualquer irregularidade.