Imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados."

(Millôr Fernandes)

sábado, 30 de abril de 2016

Síndrome de Down: "Ajude meu filho!"

Sábado, 30 de abril de 2016

Da change.org
A Valdirene é mãe do Murilo e fez este abaixo-assinado para que seu filho possa estudar. Ele tem Síndrome de Down e a escola onde estuda se nega a dar o apoio necessário, assim o excluindo do dia-a-dia das aulas. Assine para ajudá-los! 
 

Secretário da Educação de Sorocaba, Flaviano de Lima: Meu filho tem Síndrome de Down. Não o impeça de estudar! 

 

Valdirene Maria Rodrigues Pires Sorocaba 

 

Clique aqui para assinar

Olá, sou mãe de um menino lindo chamado Murilo! Ele tem Síndrome de Down, o que não o impede de aprender e estudar. Nós o matriculamos em uma escola pública de Sorocaba, mas não estão dando apoio necessário para ele. O Murilo precisa de uma professora auxiliar especialista em cuidar de crianças com deficiência.

Criei este abaixo-assinado para pedir a sua ajuda. Faz anos que o Murilo sofre com um sistema de ensino que não é inclusivo. A escola nega o apoio que solicitei. Eu pedi uma professora auxiliar e o colégio ofereceu uma estagiária, que aliás até hoje não apareceu.

Com  falta de apoio, o Murilo fala pouco e não se comunica, a professora atual não consegue entender o que ele precisa nem ajudá-lo a se socializar.

Ajude a mudar isso. Assine o meu abaixo-assinado para exigir uma professora auxiliar - ela vai ajudá-lo a estudar, a socializar com os coleguinhas e até a se alimentar quando for necessário!

Eu só quero que a lei seja cumprida. A legislação diz que as escolas devem dar o apoio às crianças com deficiência para que elas possam se integrar e aprender como as outras na sala de aula.

Aqui está uma lista das mais de 30 leis, decretos e portarias que determinam a inclusão das pessoas com deficiência. A primeira e a mais importante é a Constituição - mas  a Secretaria de Educação de Sorocaba e a escola do Murilo teimam em não cumprir. 


Clique aqui para assinar

Abaixo-assinado contra a limitação da internet pelas operadoras

Sábado, 30 de abril de 2016
Da change.org
O Sergio criou este abaixo-assinado contra as operadoras de internet. "Elas querem dar um golpe ao fazer você pagar mais ou vão cortar sua internet", diz ele.

Contra a proposta das operadoras de limitar a internet banda larga! #InternetJusta


Sérgio Girardello
São Leopoldo rs
A Vivo, a GVT e outras operadoras de telefonia estão querendo limitar a internet banda larga no Brasil. O objetivo deles é definir um "limite de dados", que vai obrigar as pessoas a pagarem a mais para restabelecer a conexão.
O absurdo do limite de franquia é que ele vai ser definido a critério da operadora sem ouvir as pessoas. Ou seja: todas as redes sociais que você usa, os vídeos que assistir no YouTube e mesmo o Netflix vão ser bloqueados quando você atingir o consumo máximo da internet em sua casa.
"Esta mudança é ilegal e não trará benefícios para o usuário", afirma Maria Inês Dolci, coordenadora da PROTESTE (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor). "Nós entendemos que a Anatel não pode se omitir e aceitar essa mudança, porque o consumidor é quem vai sair perdendo".

A ideia das operadoras visa forçar seus clientes a trocarem seus planos para outros mais caros, segundo especialistas em direito do consumidor.

Cristovam Buarque é hostilizado em fila do caixa de livraria. Apontando para seu cartão do banco diz “Não saiu de propina da Petrobras”

Sábado, 30 de abril de 2016
O senador foi hostilizado em fila do caixa de loja da Livraria Cultura de Brasília. Chamado de traidor e fascista por dois petista, recebeu o apoio de outros clientes. Apontando para o cartão do banco com o qual estava pagando sua compra, disparou para o hostilizador: “No saiu de propina da Petrobras”.

Manoel Andrade, conselheiro do TCDF, é condenado por improbidade administrativa

Sábado, 30 de abril de 2016
Do TJDF
O Juiz da 3a vara de Fazenda Pública do Distrito Federal julgou parcialmente procedente o pedido do Ministério Publico do Distrito Federal e Territórios e condenou o conselheiro do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Manoel Paulo de Andrade Neto, por prática de atos de improbidade administrativa, ao pagamento de multa civil no valor de 3 vezes da remuneração do cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Distrito Federal à época dos fatos.

No DF: Muito falatório e pouca vacina contra a gripe H1N1

Sábado, 30 de abril de 2016
Autoridades se desmancham em sorrisos e palavrórios no lançamento da campanha de vacinação contra a gripe H1N1. Apenas se esquecem de abastecer corretamente os postos. Ou seria incompetência do governo?

No Gama (DF), por exemplo, pelo menos um desses postos certamente não terá vacinas para o atendimento até às 17 horas. Pouco depois da 14 horas o estoque estava se esgotando. E a informação que se tem é de que não haveria reposição de estoque neste sábado.

Ah! Uma queixa de servidores: Este ano não foi distribuído o almoço para aqueles que estavam trabalhando. Tiveram que se virar, ou ficarem revirando o estômago com a fome.

ANPR explica por que o pedido do PGR, Rodrigo Janot, não vai prejudicar delações premiadas da Lava Jato

Sábado, 30 de abril de 2016
Da ANPR

Nota de Esclarecimento - ADI nº 5.508/2016

Brasília (29/04/2016) - O Procurador-Geral da República propôs Ação Direta de Inconstitucionalidade contra itens da Lei de Organizações Criminosas que preveem possibilidade de acordos de colaboração premiada propostos ou travados por delegados de polícia (ADI nº 5.508/2016).
Em nota publicada no dia de hoje, a Associação dos Delegados de Polícia Federal afirma que o deferimento desta ADI poderia levar à anulação de importantes investigações em curso no País, inclusive as Operações Acrônimo e Lava-Jato. 
A Associação Nacional dos Procuradores da República vem a público esclarecer que isto não corresponde à verdade. A declaração desinforma a opinião pública, foge à boa técnica e mesmo a uma leitura direta do que foi pedido ao Supremo Tribunal Federal pelo Chefe do MPF.

MPL/DF: Carta da Ocupação do DFTRANS

Sábado, 30 de abril de 2016

Do MPL — DF
Movimento Passe Livre

O GDF (Diretor do DFTrans e chefe de gabinete do secretário dos transportes) estava se recusando a dialogar com a ocupação. Tentou desmoralizar, desmobilizar e enfraquecer o movimento, querendo isolar a comissão de estudamos do grupo maior da ocupação e só conversar com ela. 

Trataram os estudantes como moleques e como incapazes. Falaram de "berreiro" e deixaram claro que não acreditam na forma dos/as estudantes se organizaram para dialogar.

O lero-lero, a latifundiária, e o impeachment de Dilma

Sábado, 30 de abril de 2016
Ontem (29/4) foi um sacrifício ouvir os discursos vazios de Eduardo Cardoso, chefe da Advocacia-Geral da União, e o ministro Nelson Barbosa, da Fazenda, que tentaram se contrapor às acusações do processo de impeachment contra a presidente do Brasil. Um sacrifício!

Agora, ver e ouvir Kátia Abreu, a ministra da Agricultura, LATIFUNDIÁRIA, defender Dilma, não tem preço. Realmente isso não tem preço.

As rondas da memória

Abril

30

As rondas da memória
Nesta tarde do ano de 1977, se reuniram pela primeira vez catorze mães de filhos desaparecidos.
Desde então buscaram juntas, juntas bateram nas portas que não se abriam:
Todas por todas — diziam.
E diziam:
Todos são nossos filhos.
Milhares e milhares de filhos tinham sido devorados pela ditadura militar argentina e mais de quinhentas crianças haviam sido distribuídas como prendas de guerra, e nenhuma palavra era dita pelos jornais, pelas rádios, pelos canais de televisão.
Alguns meses depois da primeira reunião, três daquelas mães, Azucena Villaflor, Esther Ballestrino e Maria Eugenia Ponce também desapareceram, como seus filhos, e como eles foram torturadas e assassinadas.
Mas a caminhada das quintas-feiras, ninguém mais conseguiu parar. Os lenços brancos davam voltas e mais voltas pela Plaza de Mayo e pelo mapa do mundo.
    Eduardo Galeano, no livro Os filhos dos dias (Um calendário histórico sobre a humanidade), Editora L&PM, 2012, página 144.

Ministério Público investiga supostas irregularidades cometidas pela secretária de Segurança Pública e pelo secretários da Casa Militar do governo Rollemberg

Sábado, 30 de abril de 2016
Do MPDF
Nesta sexta-feira, 29 de abril, a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) instaurou inquérito civil público (ICP) para apurar supostas irregularidades cometidas pela secretária de Segurança Pública, Márcia de Alencar Araújo, com a anuência do secretário da Casa Militar, coronel Cláudio Ribas de Sousa. Conforme divulgado esta semana em veículo de comunicação, Márcia e sua família estariam utilizando escolta policial sem, contudo, existir qualquer ameaça real a sua integridade. Se comprovados esses fatos, a situação caracteriza ato de improbidade administrativa de ambos os secretários.

O ICP também vai investigar a contratação da ex-empregada doméstica da secretária, Vanderlice Dias de Souza, para o cargo em comissão de assessor de gabinete da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no último dia 15 de abril (DODF nº 72/2016). Apesar de, em tese, os cargos em comissão serem de livre nomeação e exoneração, a situação pode configurar desvio de finalidade cometida pela secretária de Estado, especialmente considerando que os cargos em comissão “destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e assessoramento”, nos termos do art. 37, inciso V da Constituição Federal de 1988.

Para instruir o procedimento investigatório, foram expedidas requisições à SSP, à Casa Civil, à Controladoria-Geral do DF. Também foi encaminhado pedido de informação à presidência da Câmara Legislativa do DF (CLDF), que vai ouvir a secretária sobre os fatos divulgados na mídia.

Confira aqui a íntegra do ICP.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Perigo na escuridão do Centro do Gama. Dá a luz, CEB

Sexta, 29 de abril de 2016
Por volta das 20h20 desta sexta-feira (29/4) na pista em frente ao Centro de Saúde 8 (antigo INSS) um homem quase foi atropelado ao cruzar a rua. A escuridão, em razão das lâmpadas dos postes estarem apagadas, dificultou a visão do motorista que, por pouco, não atingiu o pedestre. Falta de luz que já ocorre há dias.

Abaixo, quatro imagens que dão uma noção do problema. Observe na terceira foto que um pedestre atravessa uma das duas pistas em quase completa escuridão. Luz, praticamente só as dos veículos que se aproximam perigosamente. Que tal o governo do DF mandar a CEB recuperar a iluminação desse trecho de via no Centro do Gama antes que possa alguém morrer aí?

Clique nas imagens para ampliá-las.




O veneno está em nossas mesas e nos ares. MPF/GO ajuíza ação contra empresas que contaminaram cerca de 92 pessoas com uso irregular de agrotóxicos

Sexta, 29 de abril de 2016
Do MPF
Em 2013, alunos, professores e funcionários de escola rural em Rio Verde sofreram com os efeitos de pulverização aérea feita com agrotóxico proibido

O Ministério Público Federal em Rio Verde (MPF/GO) ajuizou ação civil pública (ACP) em desfavor das empresas Syngenta Proteção de Cultivos Ltda., produtora do agrotóxico EngeoTM, e Aerotex Aviação Agrícola Ltda. A ACP objetiva a condenação das empresas por danos morais coletivos suportados por toda a sociedade em razão de ilícito consistente na irregular pulverização com o agrotóxico EngeoTM, que contaminou cerca de 92 pessoas entre alunos, professores e funcionários da Escola Municipal Rural São José do Pontal, localizada no Projeto de Assentamento Pontal dos Buritis, no município de Rio Verde, em Goiás, em área de propriedade da União.

Documento da Lava Jato sugere cartel na Olimpíada

Sexta, 29 de abril de 2016
Agência de Reportagem e Jornalismo Investigativo
Apreendida pela PF, pauta de reunião lista construtoras vencedoras de licitação do Parque Olímpico mais de um ano antes de o resultado oficial ser divulgado. Empreiteiras investigadas na Lava Jato são favorecidas em mais de 90% dos investimentos para os Jogos

Principal interlocutor de Marcelo Odebrecht sobre projetos da Copa e Olimpíada, o executivo Benedito Junior encerrou a carreira de três décadas na maior construtora do Brasil quando a Polícia Federal bateu à sua porta, em fevereiro deste ano, em meio às investigações da Lava Jato. Centenas de documentos foram apreendidos com ele. Entre planilhas com repasses a políticos, há um documento que não traz cifras. No entanto, trata de um negócio bilionário envolvendo o palco principal dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

Ministro da Justiça tem 30 dias para definir demarcação de terra indígena Taunay-Ipegue (Mato Grosso do Sul)

Sexta, 29 de abril de 2016
Do MPF
PRR3 reforça a necessidade de solução rápida, pois as partes em conflito aguardam decisão do titular do Ministério da Justiça há três anos 

O ministro da Justiça tem 30 dias para decidir sobre a demarcação de terra indígena dos Taunay-Ipegue, em Aquidauana, no Mato Grosso do Sul, sob pena de multa diária de R$ 50 mil. O prazo foi fixado pela primeira instância e reiterado pela 1ª Turma Tribunal Regional Federal (TRF3), que negou recurso da União contra antecipação de tutela que obriga o ministro da Justiça a decidir sobre essa questão “de forma conclusiva e definitiva”.

Janot defende em ação direta de inconstitucionalidade a exclusividade do Ministério Público em acordos de delação

Sexta, 29 de abril de 2016
André Richter - Repórter da Agência Brasil
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir ao Ministério Público (MP) a exclusividade na celebração de acordos de delação premiada.

Na ação direta de inconstitucionalidade, Janot pede a ilegalidade dos artigos da Lei 12.580/2013, conhecida com Lei da Delação Premiada, que preveem que delegados das polícias civil e federal também possam formalizar os acordos. A norma serve de base para as delações de investigados na Operação Lava Jato.

Rollemberg 'despachou' hoje do cargo o 'ouvidor' da Administração do Gama, servidor que se envolveu em agressão à senhoras

Sexta, 29 de abril de 2016
O servidor Robison Crusoé foi do dia 25 de abril até esta sexta (29/4) o 'Ouvidor' da Administração Regional do Gama. Ele agrediu senhoras que exibiam faixa convidando o governador, que se encontrava na Estação do BRT no Gama, a visitar a Rua Bolívar, na Ponte Alta Norte. Crusoé foi exonerado hoje. Melhor, a sua nomeação para chefe da Ouvidoria foi tornado sem efeito pelo governador Rollemberg. Veja abaixo o texto publicado no DODF.

"TORNAR SEM EFEITO no Decreto de 22 de abril de 2016, publicado no DODF n° 77, de 25 de abril de 2016, página 42, o ato que nomeou ROBINSON CRUSOÉ JOSÉ DA SILVA para exercer o Cargo de Natureza Especial, Símbolo CNE-07, de Chefe, da Ouvidoria, do Gabinete, da Administração Regional do Gama do Distrito Federal." (veja no DODF, página 40)

III Sarau do Trabalhador e da Trabalhadora será no Primeiro de Maio na Praça do Cine Itapuã, no Gama

Sexta, 29 de abril de 2016

Estudantes prejudicados que não receberam até agora o passe livre ocupam o DFTrans

Sexta, 29 de abril de 2016
Na frente do DFTrans, no Plano Piloto de Brasília, nesta noite de quinta. 
Imagem Rafael Cardozo, no Facebook. 


quinta-feira, 28 de abril de 2016

Ex-presidente do STF diz que processo de impeachment de Dilma tem base jurídica

Quinta, 28 de abril de 2016


Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil
São Paulo - Ex-ministro Sydney Sanches, presidente do STF durante o processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, fala à imprensa (Rovena Rosa/Agência Brasil)
São Paulo - Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Sydney Sanches presidiu o processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello Rovena Rosa/Agência Brasil
Em 1992, quando o processo de impeachment do ex-presidente da República Fernando Collor de Mello foi julgado, Sydney Sanches era presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e teve como missão presidir o julgamento de Collor no Senado Federal. Em entrevista exclusiva à Agência Brasil, Sanches destacou poucas  semelhanças entre o processo de impeachment de Collor e o que está em curso contra a presidenta da República Dilma Rousseff.

Juiz mantém recebimento de denúncia contra ex-governador Arruda, o vice Paulo Octávio, e outros

Quinta, 28 de abril de 2016
Do TJDF
O juiz da 7ª Vara Criminal de Brasília manteve o recebimento da denúncia em relação aos crimes de corrupção ativa e passiva contra os réus do processo que apura denúncias relativas à Operação Caixa de Pandora, episódio também conhecido como Mensalão do DEM. Os réus são: José Roberto Arruda; Paulo Octávio Alves Pereira; Luiz Paulo Costa Sampaio; Marcelo Toledo Watson; Omézio Ribeiro Pontes; Alessandro Queiroz; Marcelo Carvalho de Oliveira e José Geraldo Maciel.

Miguel Reale Júnior defende impeachment de Dilma em comissão do Senado

Quinta, 28 de abril de 2016
=====================
Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil
Brasília - Comissão do Senado ouve autores do pedido de impeachment (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O jurista Miguel Reale Junior, um dos autores do pedido de afastamento da presidenta Dilma Rousseff, e o relator da Comissão Especial do Impeachment no Senado, Antonio Anastasia —Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O jurista Miguel Reale Júnior começou sua exposição na Comissão Especial do Impeachment do Senado, onde vai defender o pedido de impedimento da presidenta Dilma Rousseff apresentado por ele junto com a advogada Janaína Paschoal e Hélio Bicudo.

Reale Júnior iniciou sua explanação com um desagravo às famílias de pessoas que foram torturadas pelo coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra durante a ditadura militar. Reale Júnior lamentou que o pedido de impeachment tenha “servido de oportunidade” para a homenagem ao torturador, feita pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) durante a sessão da Câmara que autorizou a abertura do processo.

Fernando Pimentel (PT), governador de Minas, nomeia primeira-dama para secretaria no governo de Minas e ala ganha foro privilegiado

Quinta, 28 de abril de 2016
Léo Rodrigues – Correspondente da Agência Brasil
A Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social do Governo de Minas Gerais (Sedese) trocou de comando hoje (28). O governador Fernando Pimentel (PT) nomeou para a função a mulher Carolina de Oliveira Pimentel, que irá substituir o secretário André Quintão, que reassume o mandato de deputado na Assembleia Legislativa do estado.

Brasília O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, participou de audiência proposta pelo ministro Edson Fachin, do STF com governadores para discutir as dívidas dos estados (José Cruz/Agência Brasil)
O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, é investigado pela Operação Acrônimo —José Cruz/Agência Brasil
Carolina Pimentel ocupava a Presidência da Servas, associação civil sem fins lucrativos criada pelo governo mineiro e voltada para a assistência social. Assim como o governador, Carolina Pimentel também é alvo da Polícia Federal na Operação Acrônimo, que investiga vantagens concedidas a empresas na elaboração de políticas públicas. Com a nomeação, a nova secretária passa a ter foro privilegiado no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Força-tarefa da Lava Jato denuncia João Santana, Marcelo Odebrecht, Vaccari e mais 14 pessoas

Quinta, 28 de abril de 2016
Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil
Procurador Deltan Dallagnol —Arquivo/Agência Brasil
Os procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato ofereceram hoje (28) duas novas denúncias relativas a desdobramentos da 23ª e 26ª fases da investigação sobre crimes como corrupção e lavagem de dinheiro. Foram denunciados, entre outros, o publicitário João Santana, sua esposa, Monica Moura, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e o ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht.

Segundo os procuradores, na primeira denúncia apresentada hoje, Santana e a mulher foram acusados de lavagem de dinheiro e corrupção por receber dinheiro da Petrobras relacionado a um esquema envolvendo a construção de plataformas de petróleo.

De acordo com o procurador Deltan Dallagnol, coordenador das investigações, o esquema resultou no pagamento de propina no valor de US$ 30,4 milhões, dos quais 50% seriam para o PT e 50% para funcionários da Petrobras.

Tribunal de Contas vai investigar inadequação de viaturas compradas pela PMDF

Quinta, 28 de abril de 2016
Do TCDF
Inspeção vai apurar se o modelo atualmente em uso é mais propenso a acidentes e se o custo-benefício dos gastos com manutenção é vantajoso para a Administração Pública

O Tribunal de Contas do Distrito Federal vai investigar a aquisição, pela Polícia Militar do DF, de 378 veículos utilitários esportivos (SUV), atualmente em uso pela corporação. O corpo técnico do TCDF vai realizar inspeção para verificar se o modelo adquirido pela PM – Mitsubishi Pajero Dakar – tem mais propensão a envolver-se em acidentes. Os auditores também vão analisar se o custo-benefício dos gastos com manutenção desses veículos é vantajoso para a Administração Pública.

A compra dos utilitários foi feita pela PMDF em 2012, por meio de adesão a Ata de Registro de Preços da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais. Inicialmente, seriam adquiridas 303 unidades, no valor de R$ 35,2 milhões. Em dezembro do mesmo ano, o contrato de compra teve um aditivo de 24,7% para aquisição de mais 75 veículos, sob o argumento da realização da Copa do Mundo FIFA e das Olimpíadas. Com isso, o valor total chegou a R$ 43,9 milhões. O problema é que não houve qualquer justificativa, no processo administrativo, para o tipo e o modelo escolhidos.

Dilma e PT devem autocrítica aos trabalhadores e ao povo

Quinta, 28 de abril de 2016
Do Correio da Cidadania
http://www.correiocidadania.com.br
Escrito por Hamilton Octavio de Souza jornalista e professor
O governo Dilma Rousseff está acabado, foi arrasado pela crise econômica, pelo descontentamento da população e pelo Congresso Nacional que ajudou a eleger ao abrigar no “presidencialismo de coalizão” políticos conservadores e partidos de direita. Mesmo com todo o fisiologismo praticado pelo Palácio do Planalto para assegurar uma base parlamentar contra o impeachment, o processo foi aprovado por 367 a 137 votos. Como governar com essa minoria e com ampla e massiva desaprovação na sociedade?

Por trás da queda estão, evidentemente, as forças do capital, os grupos que disputam o gerenciamento das políticas neoliberais, as classes médias empenhadas na manutenção de seu padrão de vida, os políticos oportunistas que topam qualquer parada para agradar eventuais donos do poder e ao mesmo tempo seus currais eleitorais – e as classes trabalhadoras e setores populares não organizados que estão na moita em cauteloso distanciamento. Como governar diante de tamanha confluência de interesses pelo impeachment?

Mas, também, o governo Dilma acabou por seus próprios erros, pela desatenção com os reais problemas do povo brasileiro e pelo distanciamento de compromissos programáticos, por não ter dado o devido respeito aos desvios éticos que campearam nas diferentes instâncias da administração praticados por seu partido e por demais partidos da coalizão ou não. Em nenhum momento os casos revelados pela imprensa e pelas instituições da República (Polícia Federal, Ministério Público e Judiciário) foram devidamente repudiados e condenados. Ao contrário, o PT e o governo focaram mais na inconveniência das delações e vazamentos do que no mérito das denúncias.

Governo Temer, o Monstro

Quinta, 28 de abril de 2016
Em tempos de fantasmas, está se desenhando um monstro. Horroroso, diga-se.

E não é que Temer está "montando" seu governo como houve a montagem de Frankenstein. Daí só sairá, tudo indica, um monstro. O atual vice-presidente com aquele ar de agente funerário está costurando seu governo, montando parte de sua equipe de ministros, com o que houve de pior dos que passaram pelos períodos de FHC, de Lula e de Dilma?

==========
Postagem atualizada às 14h14 para inclusão das duas imagens que correm na rede. E que também dá uma ideia de como está sendo articulado o governo de Temer.

O texto na foto é: "Fila de espera para ser ministro"

Mas pode muito bem ser a foto abaixo representativa.
Resultado de imagem para Foto de Fila de espera para ser ministro urubu

Juros do cheque especial chegam ao recorde de 300,8% ao ano; taxa média do rotativo do cartão de crédito explode em 449,1% ao ano

Quinta, 28 de abril de 2016
Kelly Oliveira - Repórter da Agência Brasil

Cheque
Taxa de juros do cheque especial atingiu o recorde de 300,8% —Imagem de Arquivo/Agência Brasil
A taxa de juros do cheque especial chegou ao recorde de 300,8% ao ano, em março, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (28). A série histórica do BC tem início em julho de 1994. De fevereiro para março, a taxa subiu 6,9 pontos percentuais.

Também é recorde a taxa média do rotativo do cartão de crédito (449,1% ao ano), em março, com alta de 5,2 pontos percentuais em relação a fevereiro. O rotativo é o crédito tomado pelo consumidor quando paga menos que o valor integral da fatura do cartão. A série histórica do rotativo do cartão de crédito tem início em março de 2011.

Regime Diferenciado de Contratações (RDC) facilita desastres como o da ciclovia do Rio de Janeiro

Quinta, 28 de abril de 2016
Do Contas Abertas
Dyelle Menezes

Uma parte da ciclovia Tim Maia, no Rio de Janeiro desabou, deixando pelo menos duas vítimas. Como a obra foi realizada para a Olimpíada 2016, o empreendimento foi realizado pelo Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que especialistas apontam como facilitador desse tipo de problema.
 
De acordo com o especialista em licitações Inaldo Soares, a “expertise” da colaboração dos projetos de engenharia, conforme previsto no RDC, aumenta os prazos e os custos das obras. Além do mais, em contrapartida, diminui a qualidade do serviço e facilita o uso de matérias primas de qualidade inferior.

Operação Lava Jato: CGU declara inidônea a empresa Mendes Júnior

Quinta, 28 de abril de 2016
Michelle Canes - Repórter da Agência Brasil
A Controladoria-Geral da União (CGU) declarou a empresa Mendes Júnior inidônea. Com a decisão, a construtora fica proibida de assinar novos contratos com a Administração Pública por pelos menos dois anos. A medida, assinada pelo ministro Luiz Navarro, foi publicada nesta quinta-feira (28) no Diário Oficial da União.

A decisão é a primeira penalidade aplicada a uma das empresas que estão envolvidas na Operação Lava Jato e foi tomada na conclusão do Processo Administrativo de Responsabilização (PAR) contra a construtora.

Falta de grandeza e excesso de esperteza estão nos condenando ao governo Temer

Quinta, 28 de abri de 2016
Do Blogue Náufrago da Utopia

QUEM TEM MEDO DE ELEIÇÕES?

Além das superficialidades e dos escândalos que apontam soluções simples para problemas complexos, a verdadeira crise que o Brasil experimenta é a de representação. O governo não governa, o Parlamento não legisla nem fiscaliza e o povo não é chamado a decidir. Continue lendo

Temer: A partir de 11 de maio, será presidente interino. Extravagante, estranho, estapafúrdio, ultrapassado, sem programa, sem metas, sem compromissos ou conhecimento, apenas ambição

Quinta, 28 de abril de 2016
Da Tribuna da Imprensa
Por Hélio Fernandes



Nem duvida ou incerteza: a partir dessa data, o País terá um presidente interino. A atual presidente, não tem alternativa ou esperança: será, afastada. Estaremos voltando á "Republica velha", com o presidente escolhido longe do povo. Com Temer as coisas se agravam, investigado pela lava-Jato.



Delatado e detalhado pelo senador Delcídio. Pode ter que devolver o mandato á própria Dilma, como diz a Constituição, em até 180 dias. Ou ser cassado pelo TSE. Neste caso, ele e Dona Dilma, justa e justificadamente, caminharão juntos para o ostracismo. Ela já não estará mais no poder,ele terá ficado apenas uns meses num roteiro que imaginou, durasse uma eternidade. Não é mais.