Imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados."

(Millôr Fernandes)

domingo, 25 de outubro de 2015

Fotos da Praça do Cine Itapuã — I

Domingo, 25 de outubro de 2015
Dê um clique nas imagens para ampliá-las.

Qual a sala de cinema de Brasília que se pode encontrar isso ao se deixar o recinto?


Este aí não é nenhum dos coqueiros da praia de Itapuã, do mar e areia que tanto frequentei quando morava em Salvador, Bahia. Mas que dá um toque de charme à Praça, dá. https://youtu.be/lG_3-nr9pQ0

Na frente do Centro Cultural Itapuã, a bela flor e a escultura em homenagem a um dos mais famosos poetas do repente, e pioneiro do Gama: Lourival Batista.


Tem muitos anos que o joão de barro sempre espia da porta da sua casa, no alto de uma árvore na frente do Cine Itapuã, se os homens cá de baixo resolveram de fato revitalizar o Centro Cultural e a Praça que é do povo. Ele, o joão de barro, fez a porta de sua casa voltada para o cinema, talvez para vigiar melhor.

O Centro Cultural Itapuã à esquerda da foto e a praça a sua frente.

Um pequeno retrato do abandono do Estado pelo Centro Cultural Itapuã. Marquise com infiltrações de água, mofada, e a base aberta de uma ex-luminária. Aí podem ser vistos pardais entrando e saindo durante todo dia.

Neste coreto da Praça do Cine Itapuã, projeto do arquiteto  mundialmente famoso, Oscar Niemeyer, a população do Gama já participou de milhares de atividades culturais e cívicas, inclusive de comícios pelas Diretas Já. Hoje o espaço permanece abandonado e pichado, mas resiste ao tempo e a insensatez dos governantes.